segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Último post de 2012!

3 comentários

2012 foi um ano muito especial para mim. Há sete meses atrás nascia o Desejos, algo que foi criado como um hobby e que, felizmente, se tornou uma coisa muito maior. É um espaço em que posso expôr minhas opiniões, sabendo que serão lidas e debatidas, e isso me deixa muito feliz. O carinho que vocês apresentam pelo blog é o melhor presente que posso ter.
Conheci muitas pessoas especiais, das quais não posso esquecer de citar: num evento de Jogos Vorazes, tive a oportunidade de encontrar uma grande amiga, Natália; Tive meu primeiro livro entregue pelas mãos do próprio autor, e agradeço à Camille por essa sensação incrível; A Lygia, por  sua vez, foi uma das primeiras a me apoiarem com o blog, e serei eternamente grato por isto. Queria eu poder conhecer todos que me fazem bem, mas creio que não será possível. Ainda bem que a internet faz com que me sinta mais próximo de todos: Pri, sempre disposta a me ajudar; Cynthia, compartilhando os mesmos sentimentos de shipper comigo; Tharcila, que me mostrou que a distância não é obstáculo para se criar uma amizade forte; Lorena, fiel amiga e alguém em quem confio de olhos fechados; Ananda, minha companheira de séries; Lary, uma das responsáveis pelo meu amor à Jogos Vorazes; Robson, uma amizade recente, mas que tem tudo para ser duradoura e  Wendell, a quem sou eternamente grato por ter me apresentado One Night Only. A todos vocês, meu muito obrigado. Meu ano foi mais feliz por estarem nele.
E, por fim, deixo meus pensamentos para 2013: será um ano incrível! No cinema, teremos a estreia de Cidade dos Ossos, do tão aguardado Em Chamas, de mais um remake de Carrie, A Estranha e de A Hospedeira, que prometo ler todo. Será um ano de bienal - a primeira que participarei - e estou muito animado para que chegue logo. Espero conhecer muitas pessoas legais por lá, além de lotar minha estante. Estou preparando alguns projetos para o blog, então novidades virão no decorrer do ano. Creio que 2013 será um ano de começos, e pretendo começar muitas coisas. Para comemorar um pequeno resumo dos números que o Desejos atingiu nesses sete meses que está no ar:

  • 490 comentários publicados
  • 75 postagens
  • 564 seguidores
  • 14.923 visualizações

Se 2012 foi maravilhoso, imaginem 2013? Estaremos há um ano da copa do mundo e há três anos das olimpíadas. Torço para que o Brasil receba artistas maravilhosos, e que nossa literatura continue a crescer cada dia mais. Prometo ler mais autores brasileiros, e desde já aceito recomendações de livros.
Para terminar este post, parto para o clichê de fim de ano: não desejo nada, além do melhor para todos vocês. Provavelmente esqueci de citar alguém, mas sintam-se abraçados por mim. Que nosso ano seja repleto de felicidade e muitos, muitos livros.

Gabe

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

RESULTADO: Seis meses de Desejos!

1 comentários

Após um mês de promoção, trago a vocês os resultados. Confesso que fiquei muito surpreso com o número de entradas: somando os três formulários, passaram de seis mil. Agradeço por terem gostado da promoção, e afirmo que outras virão no futuro. Vamos aos ganhadores?

Quem levou o livro Despertar + mimos foi...


Parabéns, Jedian! Um e-mail foi enviado e você tem três dias para respondê-lo.

Quem leva os livros Strange Angels e Traições para casa é...


Parabéns, Cinthia! Um e-mail foi enviado e você tem três dias para respondê-lo.

E, por fim, quem ganhou o kit de Presentes da Vida foi...


Parabéns, Stephanie! Um e-mail foi enviado e você tem três dias para respondê-lo.

Obrigado por terem participado da promoção, e espero ansioso pela resposta dos ganhadores.

Att:

Um dos ganhadores não respondeu o e-mail que lhe foi enviado, portanto refiz o sorteio. Dessa vez, quem leva o livro Despertar e os mimos é...


Parabéns, Kesia! Um e-mail lhe foi enviado e você tem até 72h para respondê-lo.

Gabe

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

RESENHA: Escolhida - House Of Night 3

1 comentários
Nome: Escolhida - House Of Night 3
Autoras: P.C Cast e Kristin Cast
Editora: Novo Século
Páginas: 284
Links: Skoob
Comparando preços: por R$20,80 no Submarino
Sinopse: Neste terceiro livro da série House of Night os acontecimentos tomam um rumo misterioso e perturbador. Zoey tenta encontrar uma solução para ajudar Steve Rae, que luta para manter sua frágil humanidade, antes que ela se transforme em um monstro. Entretanto, salvar sua melhor amiga significa ir contra Neferet, e para conseguir o que quer, Zoey acaba se aliando a uma inesperada pessoa, tornando-se sua confidente e parceira. Para complicar, o horror atinge a Morada da Noite quando dois assassinatos ocorrem. Zoey se vê num drama pessoal e numa posição realmente delicada. Deve guardar segredos, até mesmo de seus amigos, tomar decisões muito importantes, e agora que acabou se envolvendo com um terceiro cara, deverá lidar com os três, já que não consegue se decidir entre eles.

Como já deixei claro em algumas postagens, sou apaixonado por House Of Night. A série tem um significado especial para mim, já que comecei minha atual coleção de livros com ela. A forma como P.C e Kristin Cast escrevem é simples, não deixa dúvidas durante a leitura, e esse é um dos pontos fortes da série. Em Escolhida, seu terceiro volume, não foi diferente.
Zoey está cada vez mais forte, e tudo ao seu redor parece continuar mudando. Ainda se recuperando da traição que sofreu, a novata precisa seguir em frente para que sua Transformação seja bem sucedida. Seus dois namorados, o humano Heath e o vampiro Erik, continuam disputando por sua atenção, e Zoey ainda sente falta de sua melhor amiga, Stevie Rae, que foi morta e transformada em uma nova espécie de vampiro.
Neste volume, podemos ver o amadurecimento de muitos personagens. Aphrodite se mostra uma pessoa muito diferente, e seu destino é mudado repentinamente em Escolhida. Stevie Rae, num momento tão frágil de sua vida, luta para não se tornar um monstro, enquanto Zoey tem que manter a ressurreição de sua amiga em segredo e descobrir mais sobre Neferet, sua mentora.
Por ter lido até o sétimo volume da série, posso afirmar que Escolhida é um dos melhores livros dela. A cada página, uma nova reviravolta, que deixa você extasiado e louco para descobrir o que acontecerá em seguida. Novos personagens são introduzidos, deixando a história mais interessante, e novos casais começam a se formar.
Apesar de ser uma série longa, House Of Night vale a pena ser lida. Os livros, apesar de serem continuações, sempre trazem histórias novas. Continuo recomendando a série, e espero continuar por um bom tempo. 

Gabe | 5/ 5 

sábado, 15 de dezembro de 2012

PROMOÇÃO: Férias Recheadas

14 comentários


Olá, pessoal! As férias estão chegando, e nada melhor do que livros para nos fazer companhia, né?

Serão 16 livros e 2 ganhadores! Isso mesmo, 2 kits com 8 livros.

KIT 1 (primeiro sorteado):

Eu sou o número 4Sussurro, Silêncio, Ladrão de Almas, P.s Eu te amo, Romeu Imortal, Sangue Quente e Um Lugar Para Ficar.

KIT 2 (segundo sorteado): 

TormentaBeijada Por Um Anjo 4, Um porto Seguro, Cuco, O começo do adeus, Percy Jackson e o Ladrão de Raios, Perdida e Estou com Sorte.

As Regras

Seguir publicamente pelo GFC os blogs:
Curtir a Fanpage dos blogs:


Seguindo as regras obrigatórias surgirão outras
com chances extras para você ganhar!


A promoção vai de hoje 15/12 até 15/01.
Boa sorte a todos!


a Rafflecopter giveaway

Gabe

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

RESENHA: Glee, O Início

6 comentários

Nome: Glee, O Início
Autora: Sophie Lowell
Editora: Galera Record
Páginas: 224
Links: Skoob
Comparando preços: por R$15,90 na Americanas
Sinopse: Uma oportunidade única para conhecer os bastidores do colégio McKinley - antes mesmo de o New Directions existir aos olhos do Sr. Schuester - e descobrir tudo sobre os principais personagens da série Glee. Quando Rachel viu Finn com outros olhos pela primeira vez? Como Quinn e Puck começaram seu romance secreto? Quando Mercedes começou a confundir os conceitos de “amigo gay” e “namorado”? E como será que o então amador clube do coral sobrevivia sem um líder destemido? Dica: não era exatamente um sucesso. "Glee - O início" é baseado na série de TV da Fox criada por Ryan Murphy, Brad Falchuk e Ian Brennan. Prequel oficial da série Glee, atualmente exibida pela FOX e a partir de julho também na Rede Globo. A série é sucesso desde sua primeira temporada e teve 19 indicações ao prêmio Emmy e 11 Golden Globes.

Comecei a ler Glee, o Início sem pretensão alguma. Talvez fosse por ser um prequel da série, ou por não ser escrita pelos autores da mesma, mas algo não me chamava atenção no livro. Li por curiosidade, talvez, e confesso que foi uma leitura muito agradável.
Somos apresentados ao Glee Club antes de Will Schuester, que era formado por quatro alunos decadentes na escala social do colégio William McKinley: Mercedes Jones, Tina Cohen Chang, Kurt Hummel e Artie Abrahams. Ambos eram ótimos cantores solos, mas juntos não tinham sintonia. Para completar, o colégio estava ficando sem verbas para os programas de artes, e o clube poderia estar com os dias contados. É então que surge Rachel Berry, para tentar salvar o Glee e enfim ser reconhecida no colégio pelo seu talento.
É muito divertido ver personagens tão conhecidos por nós, fãs da série, em situações diferentes, mas senti falta de muitas coisas no livro. Por ser baseado em cima da série, a autora relaxou em relação à descrição dos personagens, tornando-os muito rasos. Nada de novo é apresentado, e senti que estava lendo uma fanfic ao invés de um livro. A escrita da autora também é pouco trabalhada, se tornando algo repetitivo.
Apesar disso, Glee, O Início não é um livro ruim. Fiquei muito feliz em ver personagens negligenciados na série, como Artie e Tina, tendo histórias sólidas no livro. Outros personagens também foram bem explorados, como Santana. Mesmo sendo uma personagem secundária no livro, suas frases eram muito bem aproveitadas. Nenhuma atitude dos personagens me surpreendeu, e isso me deixou um pouco frustrado.
Para quem não é fã da série, "Glee, O Início" pode ser um livro descartável. Apesar de ser uma leitura gostosa, não apresenta nada que já não tenhamos visto na série. Vale a pena ser lido pelo clima nostálgico que traz, nada mais.
A Galera fez um ótimo trabalho com a edição do livro. A capa tem detalhes brilhantes, e não reparei em nenhum erro de português durante minha leitura. A principio, "Glee, O Início" faz parte de uma série, mas a Galera anunciou que não tem previsão para o lançamento dos próximos livros. O jeito é continuar acompanhando a série e, como nos ensinaram, nunca deixar de acreditar.

Gabe | 3/5 

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Pipocando: As Vantagens de Ser Invisível

11 comentários


Pipocando é uma coluna que traz recomendações de séries e filmes.


As Vantagens de Ser Invisível (The Perks, como é conhecido) é um filme baseado em um livro de mesmo titulo, e entra na minha lista de adaptações mais bem feitas para o cinema. A historia se passa no inicio dos anos 90, onde o protagonista e narrador, Charlie (Logan Lerman)  escreve cartas para um desconhecido, contando sobre o que está acontecendo com ele a partir do momento em que ele vai entrar para o colegial depois da morte do seu melhor amigo e de suas alucinações, mostrando as fases mais difíceis da sua adolescência.


Charlie é extremamente introvertido, ama ler, ouvir musica e sonha em ser escritor, porém encarar o ensino médio será difícil, ainda mais pelo fato de seu único amigo ser seu professor de inglês, até que ele conhece Patrick (Ezra Miller) e Sam (Emma Watson),  que são irmãos,  veteranos e bastante populares.  Vínculos são criados, ele conhece novas pessoas e suas experiências começam,  principalmente a do primeiro amor, pois Charlie se apaixona por Sam e, por ser muito tímido, acaba se tornando um amor platônico. Patrick (mais conhecido por Nothing) vira seu melhor amigo, e passa por conflitos com Brad por não se assumir. A vida de Charlie muda e finalmente ele se sente parte de um grupo, se sente o infinito. O final foi um pouco alterado, deixando mais feliz que o livro, mas não faz com que o filme perca sua qualidade. 


Esse filme possui quotes memoráveis, como ''We accept the love we think we deserve" (Nós aceitamos o amor que achamos merecer), ''I swear we were infinite'' (Eu juro que somos infinitos) e ''You see things. You keep quiet about them. And you understand. You're a wallflower'' (Você vê coisas. Você se mantém quieto sobre elas. E você as entende. Você é um Invisível). É repleto de cenas românticas, engraçadas e dramáticas, e que adoro, pois fazem você rir e chorar, sem exageros. É impossível não se apaixonar pelos personagens, principalmente pelo trio principal. É muito bonita a amizade que eles constroem. Todos são carismáticos e transmitem uma grande verdade. Com certeza você vai se identificar com pelo menos um em algum momento. Também aborda temáticas como drogas, homossexualidade, primeiro amor, bullying, abuso sexual (ai você entenderá o porque Charlie pode ser problemático)  e também há interações típicas entre irmão. Charlie tem uma irmã, Candice (Nina Dobrev) e um irmão. Não poderia esquecer da trilha sonora incrível e também da referencia à The Rocky Horror Picture Show. Por mais que seja contado em outra época, onde não existia o mundo tecnológico de hoje,  maquinas de escrever eram computadores, cartas eram sms e ipods eram fitas, dá para colocar a historia nos dias atuais. Vale a pena assistir! 

Victoria | 5/5