terça-feira, 31 de julho de 2012

RESENHA: Marcada Vol. 1

3 comentários

Nome: Marcada
Autoras: P.C. Cast e Kristin Cast
Editora: Novo Século
Páginas: 328
Links: Skoob
Comparando preços: por R$24,90 na Cia dos Livros

Sinopse: Em House of Night você vai conhecer um mundo parecido com o nosso, exceto pelo fato de que nele os vampiros sempre existiram e convivem tranquilamente com as pessoas normais. No primeiro volume, Marcada, Zoey, uma garota de 16 anos, acaba de receber uma marca que vai transformar a sua vida por completo. Zoey terá que se afastar de seus amigos e de tudo aquilo que fazia parte da sua vida até então. A menina vai se transformar em vampira e usufruir de poderes que ela nem imaginava possuir. Mas para isso ela precisa suportar o difícil período de transformação, caso contrário morrerá. Marcada já vendeu mais de 700 mil cópias, sendo reimpresso 28 vezes, até o momento.


Comprei os cinco primeiros livros pelo Submarino (aliás, se você gosta muito de ler, fique sempre no site do Submarino porque as promoções são incríveis). Peguei Marcada para ler e confesso que nas primeiras páginas achei a história estranha. Emprestei o livro para uma amiga, pois havia desistido de ler. Esse ano resolvi que daria outra chance. 
Voltei a ler e já fui me acostumando com a história. O modo como os vampiros são "criados" no começo é um pouco estranho para quem está acostumado a ler histórias em que os vampiros são criados de modo "tradicional". Outra coisa estranha no começo, que é até um pouco difícil de imaginar, é a marca que os personagens recebem na testa. Em Marcada é muito interessante o jeito como eles se preparam para que possam completar a transformação. Outra coisa que chama atenção é a afinidade com os elementos que alguns dos personagens possuem. É diferente e isso torna a história legal. 
Os personagens que me encantaram muito foram o Erik e o Damien. O Erik porque eu formei uma imagem um tanto interessante dele, o Damien porque eu adoro personagens com jeito extrovertido, pois eles sempre deixam a história mais divertida.  Não gostei da Zoey, pois nesse primeiro livro achei a personagem sem sal, mas talvez isso tenha acontecido por ela estar em um cenário novo, descobrindo novas coisas. Aphrodite provavelmente é a personagem que quase ninguém simpatiza por ser muito chata, mas foi a personagem feminina que mais simpatizei. 
Recomendo a leitura de Marcada caso a pessoa queira ver os vampiros de um jeito totalmente diferente. A história de P.C. Cast e Kristin Cast é encantadora. 


sexta-feira, 27 de julho de 2012

RESENHA: Feios

5 comentários

Nome: Feios
Autor: Scott Westerfield
Editora: Galera Records
Páginas: 415
Links: Skoob 
Comparando preços: por R$23,30 na Cia dos Livros
Sinopse: Tally está prestes a completar 16 anos, e ela mal pode esperar. Não por sua carteira de motorista – mas para se tornar bonita. No mundo de Tally, seu aniversário de 16 anos traz uma operação que torna você de uma horripilante pessoa feia para uma maravilhosa pessoa linda e te leva para um paraíso de alta tecnologia onde seu único trabalho é se divertir muito. Em apenas algumas semanas Tally estará lá. Mas a nova amiga de Tally, Shay, não tem certeza se ela quer ser bonita. Ela prefere arriscar sua vida do lado de fora. Quando ela foge, Tally aprende sobre um lado totalmente novo do mundo dos bonitos – que não é tão bonito assim. As autoridades oferecem a Tally sua pior escolha: encontrar sua amiga e a entregar, ou nunca se transformar em uma pessoa bonita. A escolha de Tally faz sua vida mudar pra sempre.


Tenho que admitir que essa resenha foi difícil de se fazer. Tenho tanto para falar de Feios, são tantas histórias e elos que fica quase impossível de resumir o livro em alguns parágrafos.
Há um tempo atrás, comprei Feios e Perfeitos por R$9,90 no Submarino. Não esperava muito da série, já que era de um autor desconhecido para mim e que a história parecia arriscada demais para dar certo. Pois é, me surpreendi.
Tally, assim como todos de sua idade, é uma Feia. Não que a garota seja horrível, mas a sociedade lhe vê assim. Porém, aos 16 anos , a garota ganhará uma cirurgia para que enfim se tornasse Perfeita, e pudesse desfrutar de todas as mordomias que os jovens naquela faixa etária tinham: festas, luxo e uma beleza estonteante.
Por acaso, Tally conhece Shay, que também é Feia, mas é diferente de todos os outros: ela sabe demais. A amizade entre as duas cresce de maneira rápida e espontânea, já que ambas farão aniversário no mesmo dia e Tally não terá de perder mais um amigo, como já lhe aconteceu. Numa conversa, Shay admite conhecer um grupo de Feios que fugiram para um lugar chamado Fumaça antes de completarem 16 anos, e por isso não foram operados e viverão como Feios pelo resto de suas vidas. Quando seu aniversário se aproxima, decide fugir para lá e tenta levar Tally com ela. Achando que é loucura, a amiga fica e perde novamente alguém que amou. Ou achou que perdeu.
No dia de seu aniversário, sua cirurgia é cancelada e Tally se vê num dilema: só poderá se tornar uma Perfeita quando entregar a localização da Fumaça para o Circunstâncias Especiais, um grupo de Perfeitos que controla o que acontece em Nova Perfeição. Ela sabia que era errado, mas passou sua vida toda esperando pelo momento de ser Perfeita, e não deixaria aquilo escapar.
A partir desse ponto é que a história realmente acelera. Tally é obrigada a percorrer lugares extremos, pondo sua vida em risco para achar a Fumaça. Toda sua jornada é muito bem narrada, e o autor nos transporta facilmente para o universo onde os personagens estão. Sentimos o mesmo amor e temos as mesmas dúvidas que os Feios da Fumaça sentem e tem.


Como um veneno ambulante, ela matava tudo ao seu redor. Pensou nas orquídeas que se espalhavam pelos campos lá embaixo, arrancando a vida das outras plantas e do próprio solo, num processo egoísta e incontrolável. Tally Youngblood era uma praga. E, ao contrário das orquídeas, sequer era bonita. - Página 238.


O melhor ponto é, de longe, as críticas direcionadas à sociedade atual que o autor impõe. Por se passar em um futuro distante, os seres humanos não sabem como seus antepassados Enferrujados conseguiam viver e desmatar tudo que viam pela frente. É um soco no estômago e nos faz repensar muitas das nossas ações.
Scott Westerfield soube criar uma história maravilhosa, embora pareça confusa em seu início. “Feios” é uma distopia grandiosa, que merece mais reconhecimento no mercado. Uma adaptação para o cinema foi confirmada, mas nenhuma notícia foi dada além dessa. Quem sabe assim a história seja mais lida e consiga transformar mais mentes.


quarta-feira, 25 de julho de 2012

Pipocando: Valente

5 comentários

Pipocando é uma coluna semanal escrita por Lorena Rodrigues, que traz recomendações de séries e filmes.



Merida é uma garota que foi criada desde criança para seguir a vida de sua mãe e ser uma rainha, mas ela não quer isso. Sua mãe insiste que a jovem garota ruiva se case, mas se recusa a fazer afirmando ser uma injustiça não poder fazer o que quer. Assim, Merida pega seu cavalo e seu inseparável arco e flecha e vai passear pelo reino, que futuramente irá ser seu, quando se depara com luzes que sua mãe sempre disse que eram mágicas, que mostraram o destino de quem as seguisse. Depois de seguir as luzes, a princesa se depara com uma casa de uma bruxa, e o único pedido que lhe vem à cabeça, é que com o feitiço, consiga mudar seu destino, ocasionalmente, mudar sua mãe.  E é o que realmente acontece só que acontece também algo inesperado... Algo surpreendente. Logo, Merida tenta de todos os modos reverter o feitiço, para que tudo volte a normal outra vez.
Merida é mais um personagem adicionado a nossa lista de super-heróis arqueiros, que já contém: Legolas, de O Senhor Dos Aneis, o Gavião Arqueiro, de Os Vingadores e Katniss Everdeen, nossa amada protagonista de Jogos Vorazes.
O filme é ótimo, atendeu todas as minhas expectativas. Só não gostei do fato de as músicas da trilha sonora do filme foram regravadas na voz da Manu Gavassi. Mas isso é apenas uma coisa banal em comparação com o quanto bom o filme é. Uma adolescente que era apenas incompreendida pela mãe e tenta fazer algo para mudar isso, mas faz e depois se arrepende e tenta voltar a trás com suas escolhas, muitas garotas entendem como é isso, né?
Com um enredo simples, uma protagonista corajosa e uma mensagem linda, Valente é um filme imperdível! 




Diretor: Mark Andrews, Brenda Chapman
Elenco: Kelly Macdonald, Emma Thompson, Kevin McKidd, Billy Connolly, Robbie Coltrane, Julie Walters, John Ratzenberger, Craig Ferguson
Produção: Katherine Sarafian
Roteiro: Brenda Chapman, Irene Mecchi
Trilha Sonora: Patrick Doyle
Ano: 2012
País: EUA
Gênero: Animação
Cor: Colorido
Distribuidora: Disney
Estúdio: Pixar Animation Studios / Walt Disney Pictures


segunda-feira, 23 de julho de 2012

RESENHA: Diários do Vampiro - O Despertar

4 comentários
 
Nome: Diários do Vampiro – O Despertar
Autora: L.J. Smith
Editora: Galera Record
Páginas: 240
Links: Skoob
Comparando Preços: por R$22,90 no Submarino

Sinopse: Um triângulo amoroso entre dois vampiros e uma bela jovem conquistou uma enorme legião de leitores nos anos 1990. "O Despertar", primeiro volume da série de L. J. Smith lançado originalmente em 1991, deu origem à série de televisão Vampire Diaries, escrita e produzida por Kevin Williamson, roteirista de Dawson’s Creek. Irmãos e inimigos mortais, Damon e Stefan Salvatore são assombrados por um passado trágico. Vivendo nas sombras desde a Renascença italiana, eles estão condenados a uma vida solitária: são vampiros. Séculos mais tarde, o destino parece levá-los a percorrer o mesmo caminho que um dia os conduziu àquela vida amaldiçoada e eterna.
Em Fell’s Church, na Virgínia, Stefan conhece Elena Gilbert, uma adolescente bela e popular. No encalço de Stefan, Damon procura vingança, e logo Elena se verá divida entre os dois irmãos — e entre o amor e o perigo.


Comecei a acompanhar The Vampire Diaries pela série, não pelos livros. Mas antes mesmo do 10º episódio, já corri atrás dos livros. Comprei e comecei a leitura no mesmo dia, porque meu amor pela série já era enorme, então imaginei que pelos livros também seriam.
No começo, já notei algumas diferenças, principalmente a personalidade da personagem Elena. Já gostava da personagem na série de TV, mas a Elena do livro me fez ter outra visão da personagem. Ela é muito mais forte, diferente da personagem da TV que às vezes me irrita um pouco com toda aquela choradeira. Mas o meu personagem preferido sem dúvidas é o Damon. Acho que já disse em alguma resenha anterior que eu tenho certa facilidade em me apaixonar pelos mais malvados, né? Então, foi exatamente por isso que eu me apaixonei pelo personagem. Outra personagem do livro que gostei bastante foi a Caroline, por ela sempre estar competindo com a Elena.
Diários do Vampiro foi a segunda história com vampiros que eu li e o que me fez ficar ainda mais encantada. A escrita da Lisa é ótima. Adoro o triângulo amoroso formado por Elena, Stefan e Damon. É inevitável não ter seu casal favorito.
Vale super a pena ler o livro, apesar de ele ser fininho e te deixar morrendo de vontade de ler mais e mais capítulos (nada que não posso ser resolvido com os outros livros da série!).

domingo, 22 de julho de 2012

Caixinha de Correio #2

6 comentários

Mais uma caixinha de correios! Eu deveria ter postado ela semana passada, mas realmente não deu. Mas, vamos ao que interessa? Dessa vez eu paguei micos em dobro, mas espero que vocês gostem do vídeo e comentem sobre o que acharam.
E, aos que vão estranhar por eu ser carioca e estar com dois casacos e uma blusa, ai vai o porque: estava  fazendo 18º quando gravei o vídeo. Pode não parecer muito, mas para quem está acostumado com 40º, é mais do que inverno!




Mostrados no vídeo:

Numb3rs: Tempo de Fuga (Rachel Ward, Editora ID)
Era Uma Vez, Há Muito Tempo Atrás... (Brigid Pasulka, Nova Fronteira)
Fallen (Lauren Kate, Galera Records)
Tormenta (Lauren Kate, Galera Records)
Paixão (Lauren Kate, Galera Records)

Estou lendo:

Cidade das Cinzas: Os Instrumentos Mortais 2 (Cassandra Clare, Galera Records)

Rolando:

Promoção de mimos da Editora Arqueiro (até 01/08).
Festival de Autores Nacionais (até 09/08).


sexta-feira, 20 de julho de 2012

RESENHA: Conselho de Amiga

5 comentários
Nome: Conselho de Amiga
Autora: Siobhan Vivian
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Links: Skoob
Comparando preços: por R$21,51 no Ponto Frio.

Sinopse: Ruby está completando 16 anos... mas o dia especial não é tão doce quanto foi planejado. Seu pai desaparecido há muito tempo aparece e Ruby não quer ter nenhuma relação com ele. Ao contrário, ela quer sair com seus amigos — a leal Beth, a perigosa Katherine e a fofoqueira Maria. Elas dão muitos conselhos a Ruby — sobre garotos, seu pai e como ela deve se vestir e como deveria estar se sentindo. Mas, na verdade, ela não sabe o que pensar ou sentir. Especialmente quando um novo garoto entra em cena... e Ruby descobre que algumas de suas amigas não são tão verdadeiras quanto dizem.


Comecei a ler Conselho de Amiga com bastante curiosidade. Pesquisei um pouco sobre a autora e descobri que ela também escreveu "Não Sou Este Tipo de Garota", livro que estou querendo ler há bastante tempo. Ao descobrir isso, passei Conselho de Amiga à frente de toda minha lista de leitura. Eu precisava saber como Siobhan escrevia, mas acabei me decepcionando amargamente, com a história e com a escrita.
Como já descrito na sinopse, o livro conta a história de Ruby, uma adolescente que está completando 16 anos e que se vê numa situação bastante confusa: o pai, desaparecido desde sua infância, reaparece em sua festa de aniversário. Além disso, a garota tem que lidar com sua mãe insegura e suas amigas, que não largam do seu pé.
Em meio a tantos problemas, Ruby acaba conhecendo um garoto: o divertido Charlie, por quem se apaixona. O amor entre os dois parecia ser uma das promessas do livro, mas não deslanchou. Acabou sendo uma história feita para atrair adolescentes, já que o romance é uma ferramenta essencial para qualquer livro direcionado a esse público. 
As personagens do livro não foram bem desenvolvidas, e acabaram virando clichês da vida americana. Beth é mimada e egoísta, Katherine é a rebelde sem causa e, por fim, Maria é a garota mais rodada do colégio. Nem mesmo Ruby, a protagonista, conseguiu ser divertida ou espontânea. Suas atitudes de criança me deram nos nervos, e muitas vezes senti vontade de abandonar o livro. Apesar de só ter 224 páginas, sua história é arrastada e parece durar anos. O único personagem agradável é Charlie, que conseguiu arrancar algumas risadas de mim.
A história principal é esquecida em diversas partes do livro, e acabou se tornando secundária com o passar das páginas, dando lugar às pirraças infantis de Ruby e suas amigas. Não houve um final esclarecedor para nenhuma história construída ao longo das 224 páginas, e terminei o livro com vontade de jogá-lo pela janela.
Além da péssima história, me deparei com alguns erros na revisão, o que é uma surpresa quando falamos da Novo Conceito, que é tão perfeccionista com seu material. Foram pequenas falhas, mas que me deixaram com menos vontade de terminar o livro.
Siobhan não me encantou com Conselho de Amiga. Em minha visão, foi um livro vazio, sem conteúdo. Não houve nenhuma frase com que eu tenha me identificado, tornando a leitura extremamente cansativa. Não abominei a autora da minha lista de leituras, ainda estou ansioso por "Não Sou Este Tipo de Garota", mas já sei que não posso começá-lo com esperanças de ser um bom livro. 


quarta-feira, 18 de julho de 2012

PIPOCANDO: American Horror Story

7 comentários


Pipocando é uma coluna semanal escrita por Lorena Rodrigues, que traz recomendações de séries e filmes.




American Horror Story conta a história da família Harmon, composta por Vivien, Violet e Ben. A família se muda de Boston logo após Ben ser flagrado por Vivien em um caso extraconjugal e depois dela sofrer um aborto. Dispostos a dar uma segunda chance a família, compram uma casa em Los Angeles, por um preço muito pequeno em comparação à outras casas do mesmo tamanho. Os Harmon pensaram ter encontrado a casa dos sonhos por um preço bem abaixo do normal, mas não, ela é a Murder House, uma casa mal assombrada, e onde se escondem segredos horripilantes. Ben começa a atender pacientes na própria casa para tentar passar mais tempo com a família. Um dia, chega um paciente especial, Tate Langdon, um adolescente que é psicologicamente problemático e totalmente interessado na filha dele, Violet. Ocorrem estranhos acontecimentos e logo os fatos vão se encaixando: todos os que morrem na casa, permanecem lá, em forma de fantasmas, para sempre e Tate é um deles. Todos sabiam que o casal que morava na casa antes dos Harmon tinha morrido, mas o que eles nem imaginavam é que eles permanecem lá assim como todos os antigos moradores desde quando a casa foi contruída, todos morreram, todos continuam a assustar os presentes moradores. O romance da série é deixado para Tate e Violet que apesar da não aprovação do pai dela, começam a namorar e formam um dos casais mais lindos da história das séries. 





A série é dirigida por Ryan Murphy, sim, o mesmo diretor de Glee que surpreendeu a todos quando teve a ideia dessa série bizarra e totalmente diferente do musical Glee. Ryan tem o plano de que toda temporada, a história mude, mas não deixe de ser horripilante e enigmática. Cada temporada vai ser com um cenário bizarro diferente e com atores diferentes, apesar de que os atores da temporada passada poderão aparecer em personagens secundários. Todos que assistiram, se apaixonaram e ficaram impressionados por American Horror Story, é lindamente bizarro, como já me disseram. O seriado conseguiu elevar vários pontos de audiência para a FX, onde é transmitida a série aqui no Brasil, terminando a temporada com grandes índices de audiência. A série recebeu vários prêmios, o mais importante deles, o  Golden Globe Awards, por Melhor série de Drama. 

Renovada para a segunda temporada, American Horror Story tem deixado todos ansiosos. Ela estreia em 1 de Outubro desse mesmo ano. Os atores que continuarão na série são: Evan Peters (Tate), Zachary Quinto (Chad Warwick), Sarah Paulson (Billie Dean) e Jessica Lange (Constance). Novos atores confirmados: Adam Levine (Sim, do Maroon 5!), James Cromwell, Chloe Sevigny e Chrys Zylka (The Secret Circle). Ryan Murphy acertou em combinar fatos bizarros com coisas "normais", como: aborto, problemas psicológicos, drogas, infidelidade, etc.
Com apenas 12 episódios, a série nos deixa mais ansiosos para a próxima temporada do que nunca! Vale mais que a pena!




terça-feira, 17 de julho de 2012

RESENHA: Sussurro - Hush, Hush 1

4 comentários

Nome: Silêncio
Autora: Becca Fitzpatrick
Páginas: 259
Links: Skoob
Comparando Preços: por R$21,51 no Ponto Frio

Sinopse: Entrar em um relacionamento não estava nos planos de Nora Grey. Pelo menos até a chegada de Patch. Seduzida por seu sorriso despretensioso e pelo olhar que parece enxergar através dela, Nora se sente incapaz de pensar com clareza.
É quando uma sucessão de acontecimentos assustadores começa a cercá-la. Enquanto isso, Patch parece surgir em todos os lugares e mostra que sabe absolutamente tudo sobre sua vida. É impossível decidir entre atirar-se nos braços dele ou fugir do perigo que o ronda. Na busca de respostas, Nora se aproxima de uma verdade ainda mais avassaladora que seus sentimentos por Patch. De repente, ela está no centro da eterna batalha travada entre anjos caídos e seres imortais - e quando chegar a hora de escolher um dos lados, a decisão errada poderá custar sua própria vida.


Meu interesse por Sussurro surgiu quando li algumas resenhas sobre o livro. Meu interesse teve foco nos anjos caídos. Como assisto a série Sobrenatural, tenho um interesse enorme por criaturas como os anjos. Com os livros em mãos, comecei minha leitura.
Confesso que no começo, não simpatizei com a personagem principal, a Nora. Gostei muito mais da Vee, amiga dela, por causa do seu jeito engraçado. Sobre o Patch: eu gostei muito dele, porque adoro personagens com um pouco de mistério (sempre são aqueles que dão certa emoção ao livro).
Eu adorei Sussurro, apesar de estar tão acostumada a ler livros com vampiros e não com anjos. Algo que gostei também é que na história não existe aquele casal meloso. O relacionamento entre Nora e Patch é algo agradável e que não deixa você entediado. E os problemas que os dois enfrentam foram bem aproveitados. 


“O céu estava de um azul límpido, perfeito. O sol começava a despontar no horizonte. Era segunda-feira, um dia novinho em folha. Os horrores das últimas 24 horas haviam ficado para trás.” (Capítulo 30 – Página 255) 


Recomendo o livro, porque a Becca é um autora que sabe como prender o leitor.



sexta-feira, 13 de julho de 2012

RESENHA: Maldosas - Pretty Little Liars 1

6 comentários
Nome: Maldosas - Pretty Little Liars 1
Autora: Sara Shepard
Editora: Rocco - Jovens Leitores
Páginas: 289
Links: Skoob
Comparando preços: por R$19,70 no Ponto Frio

Sinopse: Pretty Little Liars fala sobre a vida de quatro garotas — Spencer, Hanna, Aria e Emily — que acabam se “separando” depois do sumiço de sua líder, Alison. Três anos depois, elas começam a receber mensagens de texto e alguém que está assinando como “A” e ameaça a expor seus segredos — incluindo os mais secretos que elas achavam que somente Alison sabia.

Para quem acompanha a série de TV, Maldosas pode ser um livro complicado. Eu, como fã das duas versões, conheci a adaptação primeiro e me assustei com o tamanho das mudanças feitas. Pretty Little Liars como série de TV é ótima, mas deixou a desejar quando comparamos com seu livro de origem.
Assim como na adaptação, Maldosas conta a história de 5 garotas que vivem em uma pequena e luxuosa cidade: Aria, Spencer, Emily, Hanna e Alison, líder do grupo e elo que as une. Porém, após o misterioso aparecimento da abelha rainha, tudo muda na vida das amigas, que se afastam com o passar do tempo e acabam esquecendo antigos segredos.
Como se não bastasse a dor de perder a melhor amiga, as protagonistas tem de vencer seus próprios problemas: Aria se envolve com um homem mais velho e descobre uma traição em sua família; Emily está confusa sobre sua opção sexual e com medo de seus pais; Spencer tem um histórico de se apaixonar por namorados de sua irmã mais velha e Hanna sofre com as consequências de sua bulimia, além de ser cleptomaníaca por diversão. A única que sabia de todos esses segredos era Alison, que jurou guardá-los até sua morte. E assim fez.


"Antes de Ali, as garotas se sentiam como as calças  jeans de cintura alta e pregas de suas mães - estranhas e notadas pelas razões erradas. Mas, depois, Ali fez com que se sentissem como as roupas esportivas mais perfeitas do mundo, feitas pela Stella McCartney - aquelas que são tão caras que ninguém pode comprar." - Página 10.


Podemos não admitir, mas todos já passamos por algum dos problemas descritos no livro. A autora acertou em cheio ao abordar temas relacionados à adolescência, e de uma forma tão natural que não pareceram forçados. Cada personagem tem sua personalidade e lida com seus problemas de formas diferentes, como todos nós.
O ponto mais positivo no livro é sem dúvidas a escrita. Sara consegue nos transportar para a vida das quatro protagonistas, mesmo escrevendo em terceira pessoa. Sua habilidade para a comédia também é admirável, e no meio do livro esqueci que a proposta era de ser um chick lit. Os momentos de suspense são narrados com muito cuidado, para que possamos imaginar cada detalhe.
O primeiro livro da série é equivalente ao episódio piloto de sua adaptação para a TV, por isso pode ser um pouco complicado. É como se eu tivesse um deja-vu a cada página virada, mas isso não é um ponto negativo. Muitos elementos existentes em Maldosas não existem na série de TV, e foi isso que me incentivou a continuar com os livros seguintes.
"Maldosas" é mais do que recomendado, embora tenha suas restrições. Caso você não goste de séries grandes, pense melhor antes de ler Pretty Little Liars. A autora acaba de anunciar que serão 12 livros, e 7 já foram publicados no Brasil pela Editora Rocco. Para mim, não passou de uma forma de ganhar mais dinheiro, já que a série poderia ter sido finalizada no 4º livro. É uma pena, já que a história é maravilhosa e séries longas acabam cansando o leitor.


quarta-feira, 11 de julho de 2012

Pipocando: O Espetacular Homem Aranha

1 comentários


Pipocando é uma coluna semanal escrita por Lorena Rodrigues, que traz recomendações de séries e filmes.




O Espetacular Homem Aranha conta a história de Peter Parker, um rapaz tímido e estudioso que ama ciências. Peter foi deixado pelos pais na casa dos tios Ben e May logo após de sua casa ser invadida e seu pai ficar preocupado com sua segurança. Ao ajudar seu tio com o encanamento da casa, ele encontra uma pasta que estava escondida e que pertencia ao seu pai. Parker estuda todos os papéis que estavam dentro da pasta e conclui que seu pai era um cientista que estudava cruzamento de espécies para a regeneração humana. Quando encontra uma foto de seu pai com outra pessoa, Peter procurar quem é e encontra o Dr. Curt Connors, um dos maiores cientistas de um grande laboratório. Dentro da trama, há o romance de Peter com Gwen Stacy, uma garota de sua escola.
Houveram grandes críticas relacionadas ao ator principal, Andrew Garfield, mas a maioria antes da estreia do filme. Depois, algumas pessoas até elogiaram. Eu realmente me impressionei com a atuação do Andrew, ele soube lidar com o ‘peso’ do papel, foi realmente brilhante e não deixou a desejar.
O filme é, de certa forma, um re-make do filme antigo. Há cenas depois dos créditos finais e são elas que mostram que realmente haverá uma continuação. Algumas informações dizem que será uma trilogia, assim como o antigo. A trama é bem feita e surpreendente, cheia de ação e efeitos especiais é recheada de emoções e não vemos o tempo passar. 



Diretor: Marc Webb
Elenco: Andrew Garfield, Emma Stone, Rhys Ifans, Martin Sheen, Sally Field, C. Thomas Howell, Embeth Davidtz, Chris Zylka, Denis Leary, Campbell Scott, Irrfan Khan, Kelsey Chow, Stan Lee
Produção: Avi Arad, Matthew Tolmach, Laura Ziskin
Roteiro: Alvin Sargent, James Vanderbilt, Steve Kloves
Fotografia: John Schwartzman
Trilha Sonora: James Horner
Duração: 137 min.
Ano: 2012
País: EUA
Gênero: Ação
Cor: Colorido
Distribuidora: Sony Pictures
Estúdio: Columbia Pictures / Marvel Enterprises / Marvel Studios / Laura Ziskin Productions
Classificação: 10 anos



segunda-feira, 9 de julho de 2012

RESENHA: Os Delírios de Consumo de Becky Bloom

3 comentários
Nome: Os Delírios de Consumo de Becky Bloom
Autor: Sophie Kinsella
Editora: Record
Páginas: 432
Links: Skoob
Comparando Preços: Por R$21,90 na Americanas (Edição de 2009

Sinopse: Rebecca Bloom é uma garota londrina com um péssimo hábito. É uma consumidora compulsiva. Apesar de ser uma jornalista especializada em mercado financeiro, não consegue controlar as próprias finanças. Endividada até a alma, vive fugindo do seu gerente de banco e procurando fórmulas mirabolantes para pagar a fatura do cartão de crédito. E ainda encontra tempo para se apaixonar. Um romance muito divertido que faz um retrato de quase todas as mulheres que conhecemos.


Meu interesse em ler o livro surgiu depois de ver o filme, mas só depois de quase dois anos eu tomei coragem e comecei a ler. Assim como Gossip Girl, a história de Becky Bloom não é o que eu costumo ler, porque amo histórias com vampiros (e pretendo recomendar uma enciclopédia em breve!).
Achei a Becky uma personagem muito carismática e que reflete a realidade de muita gente. Uma personagem que sonha em trabalhar com o que gosta e gasta mais do que tem. Sem dúvidas é uma personagem que me conquistou. Outro personagem que gostei muito foi o Luke, chefe da Becky. Apesar de ser um homem sério e focado no trabalho, Luke tem aquele jeitinho que conquista você rapidinho.
E o sufoca que a Becky passa por causa das dívidas é, com certeza, muito engraçado. Apesar de estar totalmente apertada, o lado consumista da personagem sempre fala mais alto. E eu tenho certeza que isso acontece com muita gente na vida real. 


 “[...] Não, é mais do que isso. É que me sinto como uma pessoa completamente nova. Me sinto como se tivesse... crescido. Amadurecido.”


Confesso que depois de ler Os Delírios de Consumo de Becky Bloom o meu lado consumista despertou um pouco. O livro é ótimo e sei que muita gente vai gostar e se identificar. 

Promoção: Festival de Autores Nacionais

8 comentários

A literatura brasileira vem crescendo de forma incrível: são muitos escritores que surgem para demonstrar o talento para escrever que têm. Ao contrário do que se pensa, escrever nem sempre é fácil, ainda mais em um país onde há um pré-conceito acerca de seus próprios autores. É por isso que a Revista Innovative, o Way to Happiness, Addictive World, Entrelinhas Casuais, Desejos de um Sábado Qualquer e Tagarelando se juntaram para fazer a promoção Festival de Autores Nacionais.

Serão três kits de autores nacionais sorteados para três sortudos de qualquer lugar do Brasil. No formulário marque na ordem decrescente (do que você mais quer para o que menos quer) os kits abaixo: assim tentaremos dar preferência àqueles que você mais quer, sendo a ordem dos sorteados escolhida automaticamente pelo Rafflecopter.


 
Kit 1: O Alma + Essência + Os Guardiões
 
Kit 2: A Filha da Minha Mãe e Eu + Garota Replay + Do Seu Lado
Kit 3: Desenrola + Quem Mexeu Na Minha Bagunça? + As MAIS


A promoção começa hoje e irá até o dia 9 de agosto. Os sorteados sairão até dia 11 em todos os sites/blogs que estão promovendo o sorteio. É necessário seguir a página do facebook de todos os sites/blogs, afinal, são todos eles juntos que estão trazendo esse sorteio. Outras opções são secundárias, mas ao seguir no twitter e divulgar você estará garantindo maiores chances para ser sorteado!


a Rafflecopter giveaway


Banner para ser divulgado em seu blog:


sexta-feira, 6 de julho de 2012

RESENHA: 72 Horas Para Morrer

7 comentários


Nome: 72 Horas Para Morrer
Autor: Ricardo Ragazzo

Editora: Novo Século

Páginas: 254

Links:
Skoob
Comparando Preços: por R$ 19,70 no Ponto Frio

Sinopse: Pior do que conhecer um Serial Killer, é um Serial Killer conhecer você! “O Carro pertence à sua namorada.” Com essas palavras, Júlio Fontana, delegado da pacata cidade de Novo Salto, tem a vida transformada em um inferno. Pessoas próximas começam a ser brutalmente assassinadas, como parte de uma fria e sórdida vingança contra ele. Agora, Júlio terá que descobrir a identidade do responsável por esses crimes bárbaros, antes que sua única filha se torne o próximo nome riscado da lista. 72 Horas para Morrer é uma corrida frenética contra o tempo, que prenderá o leitor do início ao fim.


Uau!
Ricardo Ragazzo é um homem ousado, e 72 Horas Para Morrer consegue ousar ainda mais. O livro é um thriller com ação do início ao fim, repleto de máscaras caindo e muito, muito sangue. No começo, achei que não gostaria da história, já que suspense nunca foi meu gênero favorito, mas decidi que persistiria um pouco na leitura e não me arrependo de ter seguido em frente com ela.
O protagonista da história é Júlio, delegado de uma pequena cidade chamada Novo Salto. O delegado vê sua vida mudar da noite para o dia quando sua namorada é brutalmente assassinada. Por instinto e desejo de justiça, Júlio se vê numa luta contra o tempo para achar o assassino da mulher que tanto amou e fazê-lo pagar por tudo que cometeu.
O livro tem personagens e histórias fortes, das quais posso citar três essenciais para o decorrer da trama: o delegado Júlio, sua filha Laura e Miguel, um ex-presidiário preso por matar a ex-mulher de Júlio. Embora pareça que Miguel é o grande violão da história, minha maior surpresa foi com o protagonista. Algumas de suas ações beiram à loucura, mesmo que ele tenha um motivo para fazê-las.


"Não foi só o controle que perdeu, pai. Hoje o senhor perdeu também o meu respeito." - Página 57


Quem disse a frase acima foi Laura, a personagem mais sensata do livro. Seus tatibitates de adolescente podem parecer irritantes no inicio da história, mas sua força (e teimosia) a tornaram uma das melhores coisas do livro. Foi a única personagem com quem eu concordei com quase todas as opiniões, geralmente sobre o pai.


"Não admito que fale assim comigo! Eu não sou igual à minha mãe, que teve que aguentar esse seu temperamento durante anos. Você não passa de um velho decrépito. Um homem mesquinho e egoísta. Não é a toa que ela te deixou. [...] Minha mãe era uma santa por ter de suportar você dia e noite, isso sim! Devia ter tido muitos amantes. Muitos. Homens que pudessem dar a ela o prazer que você nunca foi capaz. Ela sempre se sentiu uma porcaria ao seu lado. Uma dona de casa de merda! Nunca uma mulher. Nunca!" - Página 99.


A escrita de Ricardo é ágil e habilidosa, mas achei alguns pontos confusos, como a troca repentina de narração. Em um ponto, a história estava sendo narrada por Júlio, e no outro era contada por um narrador, sem nenhum aviso prévio. Tirando isso, me surpreendi com a qualidade de sua escrita. O autor não teve medo de arriscar, e detalhou cada fato com uma facilidade louvável. 
Faltou uma melhor revisão na obra, pois encontrei alguns erros de escrita, como alguns travessões e pontuações em falta, embora não seja nada que impeça de ler o livro.
É uma leitura mais do que recomendada para os que gostam de um bom suspense e de reviravoltas inesperadas. A cada página, uma nova surpresa. Mas fique atento: ao começar a ler 72 Horas Para Morrer, prepare seu estômago e sua mente. Ambos darão MUITAS voltas!


quarta-feira, 4 de julho de 2012

Pipocando: Once Upon A Time

6 comentários


Pipocando é uma coluna semanal escrita por Lorena Rodrigues, que traz recomendações de séries e filmes.




Once Upon A Time é uma série de televisão baseada nos contos de fadas, e se passa numa cidade   chamada Storybrooke. Lá, todos os personagens dos contos de fada residem, mas não lembram quem são. Henry é o filho adotado da prefeita da cidade, o único que acredita que todos estão sobre o poder de uma maldição provocada pela prefeita, que é a Rainha Má, madrasta de Branca de Neve. Henry sai a procura de sua mãe biológica, que acredita ser a filha da Branca de Neve e do Príncipe Encantado, e é a única capaz de acabar com a maldição e fazer com que os personagens mágicos lembrem quem são. Emma, mãe de Henry, é descrente disso tudo, mas finge acreditar para se aproximar mais do filho. O mundo dos contos de fada se mistura com o mundo real e nos mostra aventuras mágicas vividas em Storybrooke.  
Nos Estados Unidos, a série vai ao ar pela ABC e aqui pela Sony. A série teve o primeiro episódio transmitido dia 23 de outubro de 2011. Sua primeira temporada teve 22 episódios e já foi confirmada para uma segunda temporada, que tem previsão de estréia para outubro de 2012.
Nos papéis principais estão Ginnifer Goodwin como Branca de Neve, Jennifer Morrison como Emma, Lana Parrilla como Regina, a Rainha Má, Josh Dallas como James, o Príncipe Encantado, Jared S. Gilmore como Henry e  Robert Carlyle como Sr. Gold e Rumpelstiltskin.
Os episódios são em média 43 minutos, mas não vemos o tempo passar de tão boa que é a série. Agora nessas férias, aproveitem parar assistir. \o/


No banner: Branca de Neve (Ginnifer Goodwin), Emma (Jennifer Morrison) e o Príncipe Encantado (Josh Dallas).


segunda-feira, 2 de julho de 2012

RESENHA: As Delícias da Fofoca - Gossip Girl Vol.1

3 comentários
Nome: Gossip Girl - As Delícias da Fofoca
Autora: Cecily von Ziegesar
Editora: Galera Record
Links: Skoob
Comparando preços:  Por $24,90 no Submarino

Sinopse: Neste primeiro volume, a estonteante loira Serena van der Woodsen volta de uma longa viagem que fez a Europa, depois de ter sido expulsa de seu colégio europeu. Mas parece que sua melhor amiga Blair Waldorf não está tão contente com sua volta. Só de pensar que a sua amiga iria tomar seu posto de mais popular do colégio já sentia calafrios. É então que uma série de fofocas e boatos sobre Serena começam a rolar pelo mundinho destes adolescentes, deixando-a afastada de todos. Era tudo o que Blair queria: ser o centro das atenções e manter seu namorado Nate longe da rival. Será que Serena irá agüentar tanta solidão? 

Sempre gostei muito de Gossip Girl como série de Tv, então achei que seria legal ler os livros também. Comprei os 3 primeiros livros da Cecily e confesso que me arrependi. Talvez o problema não esteja com os livros e sim porque esse não é o tipo de história com o qual eu estou acostumada a ler. É estranho eu gostar mais da série do que dos livros, já que sempre acontece o contrário. 


“Bem-vindos ao Upper East Side de Nova York, onde meus amigos e eu moramos, estudamos, namoramos e dormimos - às vezes uns com os outros.” Página 07



Li do começo ao fim e só simpatizei com UM personagem ao decorrer da história. Blair Waldorf foi a que mais me conquistou por causa da personalidade e seus diálogos. Com certeza é a personagem que mais interessa, pois não é chata como os outros.
Os problemas pessoais dos personagens são interessantes até certo ponto, porque tudo em excesso cansa. Digamos que os personagens de GG tenham muito drama pra pouca história. E o jeito meio “Young, wild and free” deles é a mesma coisa que já vi em diversos filmes. Cada página que eu conseguia passar deixava a história mais óbvia ainda.  
Depois de terminar o primeiro livro, li o segundo e o terceiro. E minha opinião continuou a mesma do primeiro livro da série.  Gostaria de arrumar tempo para ler os outros livros e ver se a história melhora no meu ponto de vista.


“Talvez estivessem sorrindo porque as duas, no fundo, sabiam que, não importava o que viesse a acontecer – não importava por quem o cara tenha se apaixonado, ou que roupas elas usavam, ou como foram seus testes de aptidão, ou para que faculdades iriam -, as duas ficariam muito bem.
Afinal, o mundo em que viviam cuida de tudo sozinho.” - Página 245



Para quem procura um chick-lit de qualidade, deixe Gossip Girl de lado e procure alguns mais cativantes, como Pretty Little Liars e Os Delírios de Consumo de Becky Bloom. Gossip Girl é uma série longa, e caso você não goste dos primeiros volumes da série, será quase impossível gostar dos outros. 

domingo, 1 de julho de 2012

Caixinha de Correio #1

11 comentários

Todos já devem conhecer a caixinha de correios, não é? Vários blogs literários utilizam desse recurso para mostrar o que compraram e ganharam, e nós do Desejos também iremos utilizar daqui pra frente. O primeiro vídeo foi gravado por mim, Gabriel, e nele mostro tudo o que comprei e ganhei nesses últimos dias. 
Não gravaremos a caixinha semanalmente, já que não compramos e ganhamos livros com uma frequência tão grande. Gravaremos quando tivermos um conteúdo legal para ser mostrado, e sempre irá ao ar nos domingos.
O vídeo foi gravado na última sexta-feira, por isso eu digo que não havia previsão para promoções. Peço para que considerem os erros, foi minha primeira gravação e eu estava morrendo de vergonha!



Mostrados no vídeo:

Despertada (P.C Cast e Kristin Cast, Novo Século)
Destinada (P.C Cast e Kristin Cast, Novo Século)
Kit de Presentes da Vidas (Emily Giffin, Novo Conceito)
Kit de Conselho de Amiga (Siobhan Vivian, Novo Conceito)
Mini-kit de Diários do Vampiro (L.J Smith, Galera Records)
72 Horas Para Morrer (Ricardo Ragazzo, Novo Século)

Citados:

Tharcila, do blog Me Myself and More.
Luh, do blog Biblioteca da Luh.
Lary e Lore, do blog Addictive World.
Ricardo Ragazzo, autor de 72 Horas para Morrer.
Juh, do blog Livros & Bolinhos.

Rolando:



Promoção: Mimos da Editora Arqueiro

10 comentários


É com muita felicidade que anuncio: o blog completou seu primeiro mês de vida e já atingimos a marca de 50 seguidores! E, para comemorar, que tal uma promoção?
Você pode ganhar um super kit de mimos da Editora Arqueiro, composto por todos os itens da foto abaixo. Basta seguir as regras, preencher o formulário corretamente e você já estará concorrendo. Usaremos o Rafflecopter, ferramenta já conhecida pelos blogueiros. Caso você tenha alguma dúvida sobre ele, sinta-se a vontade para perguntar nos comentários ou pelo Twitter.


Bolsa da Arqueiro + Bottom de A Maldição do Tigre + Caixinha de incenso + 2 Marcadores oficiais dos livros + 3 Marcadores do evento realizado pelo Livros Minha Terapia.


Ficou interessado? É só seguir direitinho o que está no Rafflecopter e torcer para ser o vencedor! Verificaremos todas as participações, então preencha todas com bastante atenção.
A promoção começa hoje (01/07) e termina dia 01/08. O ganhador será anunciado nesse mesmo post e terá um prazo de 72 horas para nos enviar um e-mail com seus dados. Após o envio dos dados, os prêmios terão um prazo de 30 dias úteis para serem enviados, e avisaremos ao ganhador por Twitter, Facebook ou E-mail quando os mesmos forem postados no correio. Não esqueça de ler os termos e condições embutidos no formulário!

a Rafflecopter giveaway